SOBRE NÓS

A Casa Espírita Maria do Sacramento e Ana de Jesus está aberta ao público há 68 anos e conta com diversas atividades para você que quer conhecer um pouco mais sobre a Doutrina dos Espíritos.

LOCALIZAÇÃO

(11) 98936-9184

 

Rua Quixerê, 08 - Vila Mazzei

São Paulo/SP 

 

mariadosacramento2015@outlook.com

FALE COM O C.E.M.S.

2019 - Criado por C.E. Maria do Sacramento

QUEM SOMOS

NOSSA HISTÓRIA

Fundado oficialmente na lei de sociedade civil em 27 de janeiro de 1952 como CENTRO ESPÍRITA MARIA DO SACRAMENTO, já havia iniciado suas atividades desde 1943 sob o comando de sua fundadora Ana de Jesus.

 

Constituído de acordo com os princípios da Doutrina Espírita e normas estatutárias, sua primeira sede social foi na rua Comprida, 19, na Vila Mazzei e sua primeira diretoria composta por: Eugênio Giles Junior, Presidente; Paulo Gonçalves do Nascimento, Vice-Presidente; Helaina Rosa de Jesus, 1ª Secretária; Orlando de Jesus, 1º Tesoureiro; Silvia Freitas Soares, 2ª Tesoureira e, Eurico de Martins, Fiscal Geral.

Diferentemente da época atual em que os centros espíritas, sob as orientações de órgãos federativos são organizados por departamentos, o Centro Espírita Maria do Sacramento funcionava sob o comando geral de Ana de Jesus, médium clarividente, clariaudiente, de psicofonia e de efeitos físicos, que orientava os demais médiuns e conduzia a marcante atividade social da casa, no atendimento a mais de 300 pessoas por dia.

 

Nos anos 60, funcionando na Av. Mazzei, 1436, o centro passou a ser denominado Centro Espírita da Felicidade Maria do Sacramento e tinha um quadro associativo composto por mais de 250 pessoas, que marcavam presença nas Assembleias, conforme livro de assinaturas. 

Final dos anos 60, início dos anos 70, em razão da mudança para a atual sede social, à rua Quixeré, nº 08, e do grande número de pessoas atendidas, Ana de Jesus, apoiada por aquela Diretoria, julgou por bem proceder a uma nova alteração no Estatuto, reestruturando-o na sua parte administrativa e social, para melhor atender ao aumento do número de pessoas, que buscavam a Casa.

 

As ações sociais realizadas pela Casa Espírita, por meio de Ana de Jesus eram apoiadas não só por seus trabalhadores, mas também por autoridades e pela imprensa local.

 

Em 1981, desencarna Ana de Jesus e os trabalhadores se vêem sem a bússola que norteava todas as atividades da Casa. Desta forma, em 1982, nova alteração estatutária se fez necessária, consolidada em 1983, quando então assume oficialmente a presidência da Casa, o filho de Ana de Jesus, Sr. Antônio Lopes, ocasião em que há uma nova alteração na denominação do centro para Casa de Caridade Maria do Sacramento.

 

Foi um trabalho intenso na Vila Mazzei e em Peruíbe, trabalho este que inclusive, muito auxiliou na constituição daquela cidade praiana, onde Ana de Jesus, por meio do reconhecimento da população e das autoridades locais, 11 anos após o seu desencarne, foi homenageada com a inauguração de uma rua com o seu nome, de acordo com a Lei 1451, de 12 de março de 1992.